Início Crônicas PRINCÍPIOS MEIOS E FINS

PRINCÍPIOS MEIOS E FINS

por @CSFC

Só mesmo os muitos alienados não percebem que ultimamente estamos vivendo no Brasil, duas situações extremamente divergentes. A ala dos que almejam um país livre, produtivo, conservador, democrático que não aceita mais conviver com corrupções, deseja politicas sociais consistentes e defende com unhas e dentes conceitos familiares e o reestabelecimento da Justiça cega e sem privilégios. Reconhece que as urnas eletrônicas são frágeis, vulneráveis, corruptíveis e estão a serviço de interesses torpes de todos os que pretendem perpetuar-se no poder através de fraudes.

Por outro lado, está em militância desesperada a ala dos que acreditam que os princípios morais, éticos e familiares não são importantes e que propor uma ordem inversa dos valores tradicionais para recolocar no poder a camarilha de corruptos que afundou o país por quase vinte anos é a mais logica solução. Ou seja, estabelecer o caos, o desgoverno e acreditar que quanto pior se fomentar o descrédito e desarticular o poder constituído legalmente, fazer com que o Estado, historicamente improdutivo seja responsável por tudo que acontece no país seja os fins pretendidos. Odeiam os que geram empregos, que produzem e constroem, porque acreditam que a utopia proposta pelo socialismo é a mais digna forma de governo.

Essas alas divergentes e antagônicas possuem princípios, meios e fins. Não pertencem exatamente a posições de direita ou de esquerda. Sugere mais, a condição de ser ou não ser patriota. Ser coerente, logico e racional ou incoerente, idiota e abestalhado. Os exemplos são muito claros e evidentes, pois países que se submeteram a um socialismo pretendido e um comunismo imposto, hoje sofrem as consequências da ausência de liberdade, da imposição de controles sociais e a incompetente influência do Estado, sempre corrupto, injusto e improdutivo. Produzindo fome e miséria para o povo e opulência absoluta para seus líderes.]

Em síntese, a luta entre o Bem e o Mal. Fácil de perceber, difícil de combater porque a teimosia e a ignorância são epidemias que contaminam e destroem o caráter dos fracos, dos ignorantes, dos alienados e dos incompetentes.

Guto de Paula

related posts

Deixe um comentário