Início Crônicas POR CONTA E RISCO

POR CONTA E RISCO

por @CSFC

Nesse ano eleitoral em que os brasileiros irão às urnas decidir o futuro do país, cabe então uma profunda reflexão sobre as consequências que necessitam serem consideradas. Seja essa uma das mais importantes eleições que temos notícia. Opinião abalizada de quem conhece os primórdios de nossa história e considera que devido a atual conjuntura, social, política e econômica, esse plesbicito será de fato um marco histórico em nossas vidas.

Paixões e interesses à parte podem representar a garantia de um futuro melhor e mais humano para nossos filhos e netos ou se tornar algo que já temos largamente observado em países que adotaram um regime avesso aos princípios democráticos que mesmo frágeis ainda são vigentes.

A luta pelo poder tem nos revelado situações inimagináveis, alianças inconcebíveis que até pouco tempo atrás eram mais que improváveis. Coisas da política, cujo filme já o assistimos muitas vezes. Só que agora com um requinte de total desprezo pela ética e moralidade. Uma forma depravada de retorno ao poder que se torna impossível de pessoas que se dizem de bem aceitar com passividade.

A estupidez política parece que definitivamente saiu do armário. Não tem mais nenhum compromisso com a lógica e estabelece suas razões particulares em desprezo total por qualquer espécie de opinião contrária. Buscando razões que a própria razão desconhece. Os meios torpes parecem justificar os princípios malignos, que pretendem se estabelecer.

Enfim a política brasileira sustentada por princípios completamente defasados, continua capenga de resultados práticos. Mesmo assim recebe fundo eleitoral bilionário que vai para as mãos dos que prometem fazer muito e historicamente tem feito muito pouco. São alvos constantes de corrupções, desmandos e roubalheiras e mesmo assim conseguem a química mágica de se reelegerem.

Brasileiros! Quando o momento de digitar seu voto na malfadada urna eletrônica sem comprovação impressa, totalmente vulnerável você estará por sua conta e risco. Pois é exatamente assim que a nossa Justiça Superior pretende que seja.

Guto de Paula

related posts

Deixe um comentário