Início Crônicas HERÓIS SEM CAUSA

HERÓIS SEM CAUSA

por @CSFC

Éramos, quando jovens considerados assim. Tínhamos recentemente nos afastado parcialmente do umbigo familiar. Vivendo as primeiras influências do mundo real, onde a intervenção familiar não nos alcançava com tanta veemência. Momento então de contestar principalmente a disciplina imposta e começar a sonhar com a sensação de liberdade de um mundo completamente novo.

Não demoramos muito a “quebrar a cara”, pois lá fora, além das dependências de nosso reduto familiar a vida nunca foi fácil. A posse dos valores matérias ditavam as novas regras em detrimento das coisas sentimentais.

Longe do abraço carinhoso dos familiares e da proteção que antes nos sustentava, agora seria a influência das amizades conquistadas que norteariam nossas vidas. Com o tempo surgiriam as grandes decepções e em contra partida as poucas amizades sinceras que possivelmente nos acompanhariam até hoje.

Muitos de nós, já fomos taxados de comunistas (sem nunca termos lido Marx), mas era a moda. Quer participar de um grupo de intelectuais? Então participe do Grêmio, filie-se a UNE e seja um revolucionário. Faça isso ou vegete entre os párias, covardes e sem motivação.

Nos encontros e desencontros da vida, encontramos alguém que nos parecia única e insubstituível. Vieram os filhos e nos tornamos pais. Só assim conseguiremos refletir o que nosso próprios pais, pretendiam para o nosso futuro.

Quando hoje observamos o comportamento dos heróis sem causa que geramos, ficamos apreensivos. Viciados em celular, longe das bibliotecas, alienados por influência de uma instrução escolar insuficiente e apaixonados por música de péssima qualidade e alvos da influência maligna de outros vícios modernos. E pior de tudo assimilando, conhecimento pelo “ouvi falar”, “publicaram do site” e decidindo sem ir a fundo, simplesmente compartilhar.

Estão se tornando vítimas da moda, das novas tecnologias e do distanciamento agressivo que ela produz. Aceitam passivamente comportamentos abusivos e parecem não ter mais a possibilidade de quebrar os paradigmas que nós quebramos. Muitos deles, analfabetos funcionais apanhados como ratos na rede de uma perigosa, de uma inversão total de valores.

Guto

related posts

Deixe um comentário