Início Crônicas CONSEQUENCIAS DO DESCASO

CONSEQUENCIAS DO DESCASO

por @CSFC

Como se não bastasse à pandemia, as noticias falsas, o terror imposto pela velha imprensa a Natureza mostra sua força descomunal. Não deixa porem de dar um aviso que por sinal não foi devidamente considerado. Afinal não aconteceu de repente. Fazia um bom tempo que chovia. Algumas vezes e em alguns dias de forma torrencial, em outros uma simples garoa.
Os locais críticos sempre inundavam e rapidamente a água escorria, pois afinal obras de contenção tinham sido feitas. O que ainda não se sabia era seu limite de resistência. Até que ponto enxurradas descendo do morro teriam vazão suficiente para direcionarem e conduzirem as águas até o ponto desejado sem causarem muitos danos.
Então sem praticamente nenhum aviso o Ribeirão começou a transbordar, alimentado pelas águas de uma chuva torrencial que extrapolou em pouco tempo qualquer expectativa. Possivelmente afogado por manilhas insuficientes e mal dimensionadas. Apavorados os moradores locais começaram a sentir que as águas subiam e que invadiam as ruas, subiam até as calçadas, ultrapassavam os muros e invadiram suas casas.
Tinha inicio o suplicio de um Natal que dificilmente será esquecido. Bens materiais conseguidos com o esforço de muito trabalho estavam boiando nas aguas barrentas. Três enormes quarteirões de residências foram atingidos. Pessoas acamadas, debilitadas foram retiradas as pressas de seus leitos nos braços de voluntários. Os anjos que chegaram para amenizar o desespero num momento de total agonia.
Decisões tomadas de forma muito rápida, umas acertadas outras controvertidas porque o caos tinha enfim se estabelecido. O risco de que as águas subissem além dos padrões de energia impôs limites na coragem de muitos. Salvar a vida e deixar tudo para trás, foi sempre uma decisão difícil. Mas aconteceu.
Acordar na madrugada entre gritos e correrias e de repente ser transportado sem alternativas para um local seguro, mas improvisado foi o destino inexorável de muitas famílias.
Resta agora começar a vida em um novo ano e levar consigo a lembrança de uma madrugada em que a força descomunal da Natureza invalidou completamente o que a tecnologia de uma infraestrutura insuficiente causou.
Surgiram desculpas, explicações, razões e motivos porem, nada pode ser esquecido.
Guto de Paula

related posts

Deixe um comentário