Início Crônicas APENAS UMA IDÉIA

APENAS UMA IDÉIA

por @CSFC

Cada novo gestor tem lá suas ideias, seu modo de administrar que se primassem pelos anseios do povo, teriam com certeza uma razoável aceitação de seus munícipes. Dificilmente o povo será convocado para participar das decisões importantes porque determinadas pessoas que se apoderam do poder esquecem, de ouvir quem os elegeu.

Esse notório esquecimento, faz parte de um esquema muito praticado por todos que se valem dessa posição, para sempre fazerem o que bem entendem. E essas ações obedecem primeiramente, questões financeiras, muito pouco os anseios populares.

Outro grande inconveniente, principalmente para os que não dispõem de transporte pessoal é a inexplicável separação das secretarias municipais. A prefeitura está posicionada muito distante do centro da cidade, praticamente e estrategicamente isolada. Uma conveniência do gestor que possivelmente não quer ser incomodado.

Outros setores administrativos foram posicionados no outro extremo da cidade e devido a distância e ao péssimo atendimento dos coletivos, se tornou um grande dilema para quem precisa dispor desses serviços públicos.

Embora seja uma ideia que não tem muita chance de ser aproveitada, que tal construir o Centro Administrativo de Barreiras no inoperante espaço do Estádio Geraldão? Naturalmente haverá resistência por parte de saudosos esportistas e por todos que pretendem preservar a história em vez de aceitarem a lógica e a necessidade, que beneficiará imensa parte da população.

Haverá espaço para estacionamento e terá também a possibilidade de concentrar o fluxo das vãs, que hoje se espremem na avenida dificultando ainda mais o trânsito naturalmente conturbado. Isso sem contar com a rota de coletivos, provenientes, de todos os extremos da cidade, direcionadas para o Geraldão.

Nem será preciso mudar o nome, pois pode ser Centro Administrativo Geraldão, mas se trata apenas de uma ideia que depende da lógica e do bom senso, coisas raras de serem aproveitadas pelos gestores que perderam a virtude de ouvir e preferem apenas fazer o que sua conveniência determina.

Guto de Paula

related posts

Deixe um comentário