Início Crônicas AMAZÔNIA EM PERIGO

AMAZÔNIA EM PERIGO

por @CSFC

Além dos interesses internacionais que através de “ongs”, estão saqueando nossa imensa floresta tropical, se faz necessário entender uma questão fundamental. Estamos vendo a Amazônia apenas por sua estrutura física? E como entender isso sem levar em conta os que lá vivem?

São índios em sua grande maioria. Uma cultura importante que necessita de preservação, todavia estão excluídos da civilização. Não são peças de museu, nem devem ser considerados apenas como objeto de estudo. Eles precisam se integrar a sociedade, aos seus benefícios, a participação econômica, financeira e educacional. Dar oportunidade e condições de explorarem as riquezas naturais, fazerem parte ativa dos agronegócios e produzirem seu próprio sustento. Isso devastaria a floresta?

Acredito sinceramente que não, pois uma concepção errada está encalacrada na cabeça de muitas pessoas que acreditam que o agronegócio está destruindo nossas reservas. Todavia quem em sã consciência, vivendo da terra iria destruir seu meio de sustento? O agricultor tem a terra como sua principal fonte de riqueza. As novas e inovadoras tecnologias estão voltadas para a produção de alimentos e preservação da terra. O produtor rural ama sua terra e luta incessantemente para que ela continue produtiva.

A mídia está se valendo de artistas famosos afastados dos benefícios da Lei Rouanet para levar a população uma ideia de que reformular os conceitos básicos da retrógada lei ambiental está sendo um meio de devastar a Amazônia. Quando na realidade a proposta é de torna-la produtiva e rentável, fazendo com os excluídos que lá vivem se integrem aos benéficos da população brasileira.

Todos os países com governos de concepção hipócrita que se interessam e exploram a Amazônia, destruíram praticamente todas as suas florestas. Divulgam que a Amazônia é o pulmão do planeta, quando a Ciência determina e prova, que são os oceanos.

O perigo é não intervir na Amazônia e torna-la integrada de fato ao contexto nacional. Deixar que mais de mil “ongs” internacionais a explorem, com o protesto falso de preservação.

Guto de Paula

related posts

Deixe um comentário