Início Crônicas A ARAPUCA ESTÁ ARMADA

A ARAPUCA ESTÁ ARMADA

por @CSFC

Já não resta a menor dúvida de que as normas que regulamentarão as próximas eleições estão previamente confirmadas. Segundo o Ministro Fachin, as Forças Armadas convidadas para averiguar o processo eleitoral, confundem os conceitos técnicos. Inexperientes.

Estranha afirmação, pois se trata de uma equipe de técnicos militares reconhecidos internacionalmente e especializados inclusive em “guerra cibernética”. Se eles se confundem e não entendem os conceitos técnicos dessa arapuca eleitoral, urge o momento de pensar que ela é inexpugnável e deve ser imediatamente cotada para ser aproveitada pela NASA.

Já em 2016 a Policia Federal convidada também a verificar a confiabilidade do processo eleitoral já declarava em documento oficial que não era possível auditar o processo eleitoral entre o eleitor e a contabilização de votos ao boletim de urna. Ou seja, não poderiam ser conferidos com comprovação física.

Isso sem contar com uma invasão de “hacker” que passou meses, acoplado ao sistema. Fato esse que o próprio TSE nega e que por via das dúvidas destruiu as provas dessa invasão. Segundo eles por medida de segurança.

O convite do TSE a Policia Federal em 2016 não mudou a opinião dos ministros. Com também não mudou a situação atual em que as Forças Armadas foram convidadas para apenas balançar a cabeça e concordarem com tudo. Mas não concordaram.

Lembrem, porém, que o voto é secreto, mas a apuração deveria ser pública e não estar direcionada para a dita sala secreta em que meia dúzia de “supostos técnicos” a contabilizam. Era assim no antigo voto por cédula, agora não é mais.

Se o sistema é tão bom e tão confiável como os “ministros” afirmam, porque o medo de abrir essa “Caixa de Pandora”, essa Arapuca que está visivelmente a serviço da esquerda?

Em minha opinião, essa arapuca eletrônica se assemelha a uma mundana que já chega infectada, mas promete praticamente tudo: Barba, bigode e cabelo. Sempre na busca de um otário que aceite seu deplorável trabalho.

Guto de Paula

related posts

Deixe um comentário