quinta-feira , 17 janeiro 2019
Home / CentralSFC / Central São Francisco / Regularização Ambiental de Propriedades Rurais da Bahia, em Cartilha

Regularização Ambiental de Propriedades Rurais da Bahia, em Cartilha

Cientes do desafio de produzir cada vez mais utilizando menos recursos naturais, os agricultores do Matopiba (confluência entre os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) reafirmam o seu compromisso com o Meio Ambiente. Para ajuda-los nesta missão, acaba de ser lançada a Cartilha sobre Regularização Ambiental de Propriedades Rurais da Bahia. A publicação foi elaborada pela equipe técnica da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) com o intuito de orientar a categoria na adoção de práticas conservacionistas.

Esta é a terceira edição da cartilha, que inicialmente tinha foco regional e depois estadual. Com a nova edição, a publicação foi ampliada e agora contempla os estados situados nesta que é considerada a última fronteira agrícola do País.

Para o presidente da Aiba, Celestino Zanella, que também é produtor rural, este material traz, de maneira clara e objetiva, as regras para cumprimento do Código Florestal Brasileiro. “Com esta importante ação não somente para a Bahia, mas para outros estados do Brasil, as associações saem na frente no que se refere à sustentabilidade ambiental, destacando que o fomento da regularização ambiental vem demostrando o quanto o produtor rural tem conservado em suas propriedades rurais no Brasil, tornando-se um exemplo para o mundo.

Já o agricultor Júlio Busato, presidente da Abapa e vice-presidente da Abrapa, destacou a importância da cartilha para o produtor rural. “A categoria já se preocupa em preservar o meio ambiente, mas a partir do momento em que se tem um material de consulta para orientá-la corretamente e com embasamento na legislação isso se torna ainda mais amplo”, disse, acrescentando que a publicação deste material vinculado às associações de classe só confirma o compromisso do setor com o cumprimento das leis ambientais e na adoção de boas práticas agrícolas, não somente na Bahia, mas em seus estados limítrofes, Maranhão Tocantins e Piauí.

A elaboração da Cartilha faz parte das ações do Centro de Apoio à Regularização Ambiental da Aiba, implantado em parceria com a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) e do Fundeagro, além do apoio da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), do Programa Soja Plus e da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

De acordo com Alessandra Chaves,  diretora de Meio Ambiente da Aiba e idealizadora do material, a repercussão das duas primeiras versões foi tão positiva que o próprio público requisitou a adaptação da cartilha às características dos quatro estados.

“A Cartilha traz esclarecimentos sobre a adesão ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) e a implementação do Programa de Regularização Ambiental (PRA), conforme estabelecidos em legislação federal e estadual. Para atender a expectativa de diferentes públicos, optamos por fazê-la bilíngue, uma vez que pretendemos atingir também os investidores internacionais, empresas certificadoras, Ong’s e outros segmentos com interesse também no Matopiba.  Esperamos que a nova publicação possa ampliar o conhecimento não somente do produtor rural, mas também de assessorias técnicas e jurídicas, uma vez que o material traz um compilado de informações sobre a legislação ambiental no Brasil”, explica.

A publicação é gratuita, e destinada a produtores rurais, consultores, representantes de órgãos públicos e estudantes de cursos agrotécnicos, com o intuito de orientá-los sobre o cumprimento das legislações ambientais vigentes.

 

Ascom Aiba

Além disso, verifique

Projeto do CBHSF e CEMIG vai recuperar as lagoas marginais do São Francisco em Minas Gerais

O  Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) e a Companhia Energética de Minas ...