sábado , 24 fevereiro 2018
Home / CentralSFC / Jovem Aprendiz na Área Rural

Jovem Aprendiz na Área Rural

O Programa Jovem Aprendiz na Área Rural teve início no dia 02 de fevereiro está é a 13a turma, são 70 alunos ingressantes que receberão aulas teóricas e práticas no contra turno escolar e serão monitorados em ambiente controlado da Fazenda Modelo Paulo Mizote, no Projeto Irrigado de Barreiras Norte. 
“Início de curso gera sempre uma expectativa, eu preciso pegar dois ônibus para me deslocar até aqui. Tenho que ter força de vontade e persistência. O projeto me motiva muito, eu que sou de uma escola agrícola (CETEP), cheguei aqui como indicação de uma professora pelo meu bom desempenho nas aulas. Desejo que ao final do curso eu tenha atingindo meus objetivos e que possa sair daqui apto para o mercado de trabalho”, deseja o aluno Bruno Oliveira Ferreira (18).
A grade curricular é baseada no calendário agrícola e montada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), os jovens interessados em ingressar no Programa são triados pelo SPRB e selecionados pelos produtores rurais, que os contratam por um período de dez meses com direito a remuneração. Além das disciplinas básicas e ensinamentos específicos para serem aplicados no campo, a exemplo controle da produtividade e gestão da qualidade, eles recebem informações das novidades tecnológicas que atendem as demandas do oeste da Bahia.
Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras (SPRB), Moisés Schmidt, investir na qualificação dos futuros colaboradores é uma forma de otimizar tanto a demanda dos jovens quanto a dos produtores. “O projeto é elaborado para atender a necessidade dos agricultores da região com mão de obra qualificada, assim como para contribuir com a formação de jovens que muitas vezes não têm oportunidade de investir em educação. Nós contribuímos com a continuidade do trabalho agrícola de muitas famílias, mantendo-os no campo, preparando-os com o ensino de melhores práticas agrícolas e tecnológicas. Assim como para aqueles que desejam atuar em outras áreas do setor rural”, pontuou Schmidt.
O presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e do Instituto Aiba, Celestino Zanella, lembrou aos alunos da oportunidade pessoal e profissional que o Jovem Aprendiz na Área Rural pode significar nas suas vidas. “Esses jovens foram selecionados e recebem um valor mensal para estudar e se profissionalizar. Além da preocupação dos produtores rurais em atender a lei e qualificar mão-de-obra, queremos que estes jovens conheçam a realidade rural e possam fazer dela seu ganha pão”, ressaltou Zanella.
A capacitação dos alunos está impulsionando a qualidade do perfil profissional requerido pelos produtores. De acordo com o gerente Administrativo do Grupo Irmãos Franciosi, Leandro Uzuele Perez, o fruto colhido com o projeto é benéfico. “Estamos desde o início participando do projeto. Achamos que era uma boa causa, até por conta das dificuldades, e ele veio de encontro às nossas necessidades. Por isso a gente aposta e continua apoiando o projeto”.
O Programa Jovem Aprendiz Rural foi criado para atender à Lei 10.097/2000, cujo texto determina que toda empresa, seja ela indústria ou propriedade rural, tenha uma cota de aprendizes. Em Barreiras, o Programa é coordenado pelo Senar/Faeb em parceria com Instituto Aiba e Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras (SPRB) e conta com o apoio do Cetep, Ministério do Trabalho, Codevasf e de algumas empresas do setor agrícola e associados da Aiba.


Ascom Aiba e SPRB

Além disso, verifique

Agência de Águas valoriza Codevasf

Programa de controle de processos erosivos da companhia beneficia o Norte de Minas ACS Codevasf ...