terça-feira , 22 outubro 2019
Home / CentralSFC / Central São Francisco / Centro Cultural e Anfiteatro são inaugurados na Fundação Mundo Lindo

Centro Cultural e Anfiteatro são inaugurados na Fundação Mundo Lindo

Comemorando o aniversário de quatro anos de existência, a Fundação Mundo Lindo entregou neste sábado, 29, para as comunidades dos ribeirinhos, quilombolas e indígenas, mais duas áreas destinadas à valorização cultural e gastronômica do Cerrado. O Centro Cultural Professora Veridiana, a Escola de Ecologia Ana Linda e o Anfiteatro Índio Raoni Kiriri são investimentos da fundação para proporcionar a exposição dos produtos manufaturados pelas comunidades e a realização de palestras, cursos e atendimento aos visitantes.

Localizada em uma área privilegiada pela natureza com animais silvestres, veredas e muitas árvores, a Fundação Mundo Lindo fica situada no povoado Extrema na estrada que dá acesso ao Vau da Boa Esperança. Fundada pela Família Santiago, tem como principal idealizador dos projetos, o empresário Deusdete Sousa Santiago, que se emociona ao explicar que sua história de vida mudou quando passou a se dedicar as culturas, religiosidade e tradições das comunidades que residem na zona rural.

“Tudo isso para mim se tornou minha vida, minha crença e minha família. Agradeço meus filhos que acompanham e todas as comunidades rurais que recebem a Fundação Mundo Lindo, ajudando na preservação ambiental, recuperação de nascentes, no viveiro de mudas, nos mutirões de limpeza dos rios e construção de casas nas comunidades, capacitações e amor pela capacidade do nosso cerrado. Aqui as portas estão abertas, como sempre esteve o coração de nossa querida professora Veridiana que hoje recebe nossa homenagem e a força do nosso pequeno Raoni, que nasceu para trazer esperança à tribo Kiriri”, disse Deusdete.

O secretário de meio ambiente e turismo, Demósthenes Júnior compareceu para prestigiar as inaugurações, que também contou com a presença de instituições como Cerca Atlântica, UFOB, Associação dos Ribeirinhos, comunidades Quilombolas, Tribo Kiriri, MST, FASB, Sebrae, Inema e Casa de Reintegração Social Nova Vida, e do presidente da Câmara de Vereadores de Barreiras. Uma programação intensa foi composta por apresentações de danças dos índios Kiriris,  cantorias das rezadeiras da comunidade de Sucuriú, mostrando os cantos benditos do Divino Espírito Santo. Além da jovem Sara, que encenou o monólogo “João do Vale – o sertão do tamanho do mundo” e cantigas do Estradar interpretadas como “As Bem Aventuranças”.

“O empenho, a busca pela sustentabilidade e amor à natureza do Cerrado são visíveis na Fundação Mundo Lindo. Deusdete e sua família, realmente estão fazendo um trabalho de formiguinha e contam sempre com nosso apoio, porque todos aqui, as comunidades rurais e moradores estão buscando junto com a fundação, uma nova conscientização e educação ambiental, além de valorizar os frutos e bioma do Cerrado”, salientou o secretário.

Durante a inauguração, o fundador Deusdete Santiago explanou sobre as ações realizadas e os projetos para os próximos 3 anos, que comtemplam a regularização das terras cedidas à tribo Kiriris no povoado do São José do CTI, implantação do Programa Agrícola Orientado aos Índios, inscrição dos índios nas universidades públicas, sinalização da aldeia Kiriris e construção de carpintaria de madeiras queimadas do Cerrado, para geração de renda aos ribeirinhos. Ao final, os ribeirinhos e índios Kiriris ainda receberam os diplomas de conclusão no curso de frutos do cerrado.

Dircom/Barreiras

Além disso, verifique

Saúde, obrigada!

Uma noite memorável! Ontem na Câmara de Veradores de Barreiras, pela primeira vez foi reunida ...