terça-feira , 22 outubro 2019
Home / CentralSFC / Central São Francisco / CCAB Agro fecha Balanço 2018-2019 com crescimento de receita, vendas e lucro.

CCAB Agro fecha Balanço 2018-2019 com crescimento de receita, vendas e lucro.

Em um ano marcado pela retração da economia, reconfiguração do mapa dos fornecedores mundiais de químicos e outras tecnologias agrícolas, e enxugamento do quadro de funcionários nas empresas dos diversos setores econômicos do país, a Companhia das Cooperativas Agrícolas do Brasil (CCAB Agro), integrante da CCAB Participações, concluiu o Balanço Patrimonial relativo ao ano agrícola de 2018-2019 com crescimento de 77% de receita bruta, 45% de incremento nos lucros, e aumento de 32% em seu quadro de funcionários. A receita bruta foi de quase um bilhão de reais (R$ 995.203.988), em 2018-2019, ante R$ 563,7 milhões auferidos no ano anterior. Já o lucro saiu de R$ 37 milhões para R$ 54 milhões nesse mesmo período, de 30 de junho de 2018 a 30 de junho de 2019. O balanço, auditado pela Ernest & Young, também atesta a aprovação de 22 produtos pela companhia, dos quais 14 “técnicos” e oito “formulados”.

A CCAB Agro trabalha com soluções para proteção de cultivos, com produtos pós-patentes e biológicos. Ela é formada por 21 cooperativas agrícolas e representa 55 mil produtores rurais de alimentos e fibras têxteis. Em dezembro de 2016, passou a fazer parte de uma plataforma global, com a entrada do grupo francês InVivo, também composto por cooperativas de agricultores em seu país. A CCAB já era a maior aliança de cooperativas da América Latina, e, com a parceria com a Invivo, tornou-se também a maior companhia de registro de pesticidas agrícolas pós-patentes do país.

De acordo com o CFO da CCAB Agro, Eduardo Roncaglia, parte do crescimento da companhia em 2018-2019 é atribuído à criação da Cropline, em 2018. Isso representou cerca de R$100 milhões da receita. Antes dessa unidade de negócios, o mercado da CCAB era restrito aos seus acionistas. Com a Cropline, o portfólio de soluções tornou-se acessível também para não-acionistas, e a empresa expandiu a sua atuação nacionalmente. “Para dar conta do aumento de presença no território nacional, novos profissionais foram incorporados ao quadro da companhia, tanto em sua sede em São Paulo, quanto nas novas regiões de atuação”, diz.

Além de receita e lucro, Roncaglia ressalta outro campo do balanço 2018-2019, que indica o caráter gerador de riquezas para a agricultura e a economia brasileira. “Em 2018-2019, a CCAB Agro contribuiu com mais de R$ 500 mil em pagamento de impostos diretos por colaborador além dos benefícios garantidos pela empresa. Isso significa uma transferência real de recursos para a União, característica que só uma empresa sólida e genuinamente brasileira pode assegurar”, afirma o CFO, destacando que esta é também uma caraterística do setor do agronegócio. “Economia real, produtiva, contribuindo para o fortalecimento do país”.

Processos robustos

Para o CEO da CCAB Agro, Jones Yasuda, os números refletem um momento favorável tanto operacional quanto conjuntural. A parceria com o Invivo Group, aliada a um modelo de negócios enxuto e pensado para durar, na visão de Jones Yasuda, explicam em grande parte a ascensão da empresa, que tem apenas 12 anos e surgiu modesta, da união de um pequeno grupo de agricultores no cerrado do país. “Temos uma estrutura bem restrita que nos desafia a ser eficientes. Procuramos trabalhar apenas com soluções em que acreditamos, e que façam diferença para o nosso cliente. Não desperdiçamos energia ou recursos apenas para seguir tendências”, diz. A expansão da área agrícola de soja e algodão também contribuiu para o crescimento.

Para dar conta da expansão do seu alcance no território brasileiro com a Cropline, e acompanhar o crescimento da safra, a CCAB teve de contratar mais funcionários. “Enquanto no mercado a realidade tem sido de demissões, incrementamos em 32% nosso quadro de pessoal, com abertura de novos postos de trabalho na sede e em campo. Atualmente, temos 72 colaboradores”, afirma o CEO.

Compromisso com as pessoas e o planeta

Diante da expectativa de crescimento da população mundial levantada pela FAO, que prevê um contingente de 9 nove bilhões de pessoas no planeta em 2050, e da importância do Brasil no provimento de alimentos e fibras têxteis naturais para o suprimento de uma demanda adicional de 41%, a CCAB Agro assumiu para si parte da responsabilidade por ajudar a garantir a oferta desses gêneros. “Não é possível alimentar uma população que cresce nessas proporções sem uma produção de alimentos que acompanhe o ritmo. Para o Brasil contribuir, como se espera, para a segurança alimentar da humanidade, precisamos de tecnologias, principalmente, para a proteção de cultivos, pois a agricultura tropical é mais propensa ao ataque de pragas e doenças”, revela.

As diretrizes dos acionistas são de continuidade de investimentos em inovação, com a criação de uma linha de produtos biológicos que vão ao encontro da necessidade do produtor, com menor impacto ambiental. A empresa já dispõe de, pelo menos, quatro produtos biológicos em seu portfólio comercial e, junto com a InVivo, pesquisa novas oportunidades de negócios, em conectividade e sistemas “Acreditamos que dessa forma estaremos contribuindo para incrementar a produtividade nas lavouras, e, consequentemente, a produção de alimentos e fibras têxteis naturais”, diz Yasuda.

Dentre as iniciativas pioneiras da companhia, está a utilização do modal ferroviário para o transporte dos pesticidas. “Em um país gigantesco, no qual prevalece o transporte rodoviário, mais oneroso e poluente, utilizar a malha ferroviária é um grande feito”, considera.

Certificações

Cuidar dos processos tem sido uma constante na companhia, segundo Jones Yasuda. Por isso, ela se habilitou com sucesso às certificações ISO, reconhecidas internacionalmente. Em 2019, a CCAB Agro conquistou a manutenção anual – sem não-conformidades – de suas certificações, pela certificadora DQS do Brasil, nas normas ISO 9001:2015, ISO 14001:2015 e ISO 45001:2018. A empresa foi a primeira no país a ser certificada pela ISO 45001, norma internacional que abarca a gestão de saúde e segurança ocupacional, publicada em março de 2018, em substituição à OHSAS 18001. A certificação foi conquistada em maio de 2018, como resultado da implementação de uma série de processos internos de gestão. No mesmo mês, a companhia recebeu a certificação ISO 14001, que trata da gestão ambiental. “As duas mais recentes certificações, somadas à ISO 9001, conquistada em 2015, fortalecem o alicerce robusto na gestão da companhia, baseado no conceito de sustentabilidade – social, ambiental e econômica – e refletem sua constante busca pela excelência”, afirma o CEO.

Imprensa CCAB

 

Além disso, verifique

Saúde, obrigada!

Uma noite memorável! Ontem na Câmara de Veradores de Barreiras, pela primeira vez foi reunida ...