sábado , 25 maio 2019
Home / CentralSFC / Central São Francisco / Barreiras minha cidade, eu cuido

Barreiras minha cidade, eu cuido

Barreiras, extremo oeste baiano, 124 anos de emancipação política, segundo dados do IBGE mais de 150 mil habitantes. Um importante polo agropecuário e o principal centro urbano, político, educacional, tecnológico, econômico, turístico e cultural da região. Barreiras, junto às cidades circunvizinhas, compõe a maior região agrícola do Nordeste.
Uma cidade que cresce a cada dia, se expande em população e área de ocupação demográfica, porém, desordenadamente.
Os problemas urbanos são vários, nunca foi executado um plano diretor, há carência de serviços básicos, como abastecimento de água e saneamento básico.
Problemas que vêm se arrastando ao longo da história dessa cidade conhecida por acolher pessoas vindas de diversas partes do Brasil e do mundo, atraídas principalmente pela agricultura.

Em ação conjunta com A Loja Maçônica, Câmara de dirigentes Lojistas de Barreiras – CDL,  Sindicato dos Comerciários de Barreiras e Região Oeste Bahia -Sindicob, Instituto São Francisco de Arte e Cultura – ISFAC, AssociaçãO de Moradores do Bairro Morada Nobre – AMOBRE , Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras – SPRB, e com o apoio da Prefeitura de Barreiras e o Conselho da Cidade de Barreiras, foi lançada a Campanha Barreiras minha cidade, eu cuido.
A campanha visa conscientizar e sensibilizar sobre a importância de construir, recuperar e manter as calçadas da cidade em bom estado de conservação e acessibilidade. Foi lançada uma cartilha conforme estabelece o decreto 468/ 2015, que regulamenta a Lei 900/2010, com os padrões municipais a serem adotados para a construção e reparo dos passeios.
A construção e reconstrução das calçadas é obrigatória e de responsabilidade dos proprietários dos lotes e edificações, devendo ter a largura mínima de dois metros e atender as normas de acessibilidade, NBR 9050.
Normas também serão aplicadas com relação aos lotes da cidade, esses espaços, mesmo que particulares, devem ser cercados e mantidos limpos de entulhos, vegetação indesejada (mato) sujeiras, para se evitar que sejam geradores de insegurança, foco de transmissores de dengue e outras doenças e que prejudiquem a paisagem urbana. Outra obrigação do proprietário é a construção e manutenção das calçadas lindeiras aos lotes, para permitir o livre trânsito de pessoas.
Uma cartilha foi lançada com todas as informações baseada no decreto 468/2015, contendo as explicações de todos os padrões municipais a serem adotados em lotes, terrenos e calçadas.
A cartilha está disponível gratuitamente em vários estabelecimentos comerciais da cidade que fazem parte da iniciativa, bem como nas diversas repartições da prefeitura de Barreiras.

Além disso, verifique

Salvador mantem evento climático da ONU

O prefeito ACM Neto informou no último dia 14 que a capital baiana tem interesse ...