quarta-feira , 26 junho 2019
Home / CentralSFC / Central São Francisco / Agricultura Familiar na Merenda Escolar em São Desidério

Agricultura Familiar na Merenda Escolar em São Desidério

Foi realizada na manhã do dia 29 de março, no auditório da Prefeitura de São Desidério, a assinatura dos contratos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O evento contou com a participação de agricultores, das secretárias de Agricultura Patrícia Rocha, e de Educação Iléia Almeida e representantes do Conselho Municipal de Alimentação Escolar (CAE).

Uma iniciativa da Secretaria Municipal de Agricultura (SEAGRI) em parceria com a Secretaria de Educação (SEDUC), este ano, 57 projetos de produtores individuais, duas cooperativas e uma associação de aproximadamente 20 comunidades foram habilitados pela Chamada Pública no processo de aquisição de produtos da Agricultura Familiar para a Merenda Escolar.

Pelo PNAE, cada produtor poderá vender até 20 mil reais por ano. “O PNAE é muito bem desenvolvido em São Desidério. Para este ano conseguimos fechar o contrato no valor total de R$1.143.676,00 e mais de 100 produtores do município estão inseridos. Isso representa um incentivo para as famílias gerarem renda e venderem o seu produto”, destacou a secretária Patrícia Rocha.

Todo o processo é acompanhado pelo CAE. “Isso mostra o comprometimento do município e dos produtores em ofertar produtos com qualidade. O que queremos é que a cada ano possa ser inserida maior quantidade de produtos naturais na merenda para nossos alunos, isso refletirá no aprendizado e qualidade de vida”, complementa a secretária Iléia Almeida.

Eleny Maria de Oliveira é agricultora na comunidade de Buriti Seco. “Vou fornecer cheiro-verde, alface e pêta. Essa é uma boa oportunidade e nos ajuda a trabalhar mais e aumenta a nossa renda”. Marlene Maria da Silva, de Poço Dantas também está otimista. “Estou muito feliz, é a primeira vez que participo e espero que tudo dê certo, pois quero investir mais na minha produção e ano que vem quero participar novamente”, declarou a agricultora que irá fornecer verduras, hortaliças, feijão de corda, farinha e tapioca.

A Chamada Pública dispensa o processo licitatório e obedece às exigências da Lei 11.947/2009 que determina o mínimo de 30% do valor repassado a estados, municípios e Distrito Federal pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o PNAE deve ser utilizado na compra de gêneros alimentícios da Agricultura Familiar.

Capacitação – Na manhã de segunda-feira 25, representantes da Secretaria de Agricultura e do setor de licitações da Prefeitura de São Desidério, estiveram presentes no workshop realizado na sede da União dos Municípios do Oeste da Bahia (UMOB), em Barreiras, onde partilharam a experiência do município de São Desidério sobre a Chamada Pública do PNAE para outros gestores dos municípios da região oeste.

“A merenda de São Desidério é referência na nossa região e este momento de capacitação foi oportuno para colaborar com outros municípios sobre nossa experiência do PNAE que é bem desenvolvido em nosso município”, revelou a superintendente da SEAGRI, Isterfffanye Santos.

Ascom SD

 

 


Sobre Central São Francisco

Além disso, verifique

Casa Bela e Pró-Água na zona rural de São Desidério

“Nem eu nem meus filhos tínhamos sequer documentos e há 11 anos morávamos em uma ...