segunda-feira , 22 outubro 2018
Home / CentralSFC / Central São Francisco / Agência de Águas valoriza Codevasf

Agência de Águas valoriza Codevasf

Programa de controle de processos erosivos da companhia beneficia o Norte de Minas

ACS Codevasf

A Codevasf desenvolve diferente ações em benefício da água

Um dos temas que serão abordados no Fórum Mundial da Água, que acontecerá em Brasília entre 18 e 23 de março, pela primeira vez no Hemisfério Sul, será a questão da desertificação de áreas, causada por diversos motivos, entre eles as mudanças climáticas.

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) investe há dez anos na recuperação de áreas degradadas susceptíveis à desertificação do Norte de Minas Gerais, com o Programa de Recuperação e Controle de Processos Erosivos, para a Revitalização da Bacia Hidrográfica do São Francisco.

No final de 2017, a Agência Nacional de Águas (ANA) reafirmou que o programa contribui para as boas práticas na gestão de recursos hídricos. Um dos focos do programa é proteger e recuperar as nascentes, uma das prioridades do governo federal no Plano Novo Chico.

Assim, 167 nascentes, 259 km de matas de topo de morro e matas ciliares foram cercadas. Foram construídos 623 km de terraços, implantadas 13,3 mil barraginhas e recuperados 111 km de estradas vicinais rurais não pavimentadas.

“Em 2018 e 2019, haverá ações de controle de processos erosivos em cerca de 60 sub bacias hidrográficas da região susceptível à desertificação no trecho mineiro da bacia hidrográfica do rio São Francisco”, informa Leila Lopes, gerente da Área de Empreendimentos Sócios Ambientais da Codevasf.

A conclusão do programa está prevista para 2019, sendo investidos R$ 18,3 milhões. Os recursos são aplicados por meio de convênio e de termo de compromisso firmados entre a Codevasf e o governo de Minas Gerais.

ACS Codevasf

Os produtores rurais também acabam sendo beneficiados

O Programa

O Programa de Recuperação e Controle de Processos Erosivos desenvolve práticas de conservação de água, solo e recursos florestais em pontos que estejam sofrendo processos erosivos críticos, nas bacias hidrográficas dos rios São Francisco, Parnaíba, Mearim e Itapecuru.

Em Minas Gerais, são ações conservacionistas de solo e água, com técnicas mecânicas e vegetativas que visam recuperar a capacidade produtiva e a recarga hídrica do solo na região Norte do Estado.

Essas ações beneficiam uma população rural de 200 mil habitantes em 59 municípios, reduzem os efeitos da seca prolongada e da degradação pelas mudanças climáticas e estão de acordo com os parâmetros do Programa de Ação Nacional de Combate à Desertificação (Pan Brasil).

“O programa ajuda a melhorar a quantidade e qualidade de água na região. Isso está ligado ao desenvolvimento regional, uma das principais missões da Codevasf”, diz o engenheiro florestal Camilo Cavalcante de Souza, da Unidade de Conservação de Água, Solo e Recursos Florestais da Codevasf.

Com este programa, a Codevasf participou, em 2017, da 6ª edição do Prêmio ANA na categoria “Governo”, e sua contribuição para o fortalecimento das boas práticas na gestão dos recursos hídricos foi reconhecida. Em 2014, a empresa havia ficado entre os três finalistas na mesma categoria.

De acordo com Inaldo Guerra, diretor da Área de Revitalização da Codevasf, “a participação da empresa num evento desse porte, próximo à realização do Fórum Mundial da Água, é de extrema importância.

Este trabalho merece ser divulgado, porque temos uma vasta experiência em programas, projetos e ações de desenvolvimento com foco na preservação do meio ambiente, nas áreas em que atuamos nas bacias hidrográficas dos rios São Francisco, Parnaíba, Itapecuru e Mearim”.

O Prêmio ANA foi criado em 2006. É um reconhecimento aos profissionais do setor de recursos hídricos e prestigia as boas práticas relacionadas à água, com contribuição para a gestão e o uso sustentável, combatendo a poluição e o desperdício e apontando caminhos para assegurar água de boa condição em quantidade suficiente para o desenvolvimento e a qualidade de vida das atuais e futuras gerações.

Mais informações em http://www.codevasf.gov.br.

O precioso líquido não pode faltar para a população (Foto: ACS Codevasf)

Além disso, verifique

Aprovada a nova metodologia de cobrança do uso da água na bacia do São Francisco

A nova metodologia para cobrança pelo uso da água na bacia do rio São Francisco ...